Posts com a tag:376

Festive 500 – O Desafio

Por , 31 de dezembro de 2013 20:33

Pedalar 500 quilômetros em 8 dias, parece muito? ou nada muito extremo? Se você dividir a distância por 8 são 62,5 km por dia, mas tinha que ser entre os dias 24/12 a 31/12 e como se trata de dias festivos e também intercalados com dias de trabalho, não ia ser fácil, talvez o principal desafio seja convencer a você mesmo a acordar mais cedo e depois a patroa que você vai pedalar todos os dias e no feriado também 🙂 Talvez isso tudo não seja tão difícil para considerar um desafio, pois o desafio maior, acredito eu, que seja para aquele povo que vive no hemisfério norte. Muitas fotos foram postadas no instagram com a hastag #festive500 e lá eu vi muita gente pedalando e dentando chegar aos 500 quilômetros com frio extremo e muita neve – nada comparado ao frio de -4 que pegamos aqui e quase ninguém sai para pedalar.

festive 500

Motivação para tudo isso? O prazer de pedalar, acordar cedo e ver o céu diferente de tudo, e encontrar vários ciclistas nas ruas e rodovias.

2013-12-25 09.09.49-2

2013-12-26 06.19.04

2013-12-26 06.31.18

2013-12-27 06.14.26

2013-12-29 09.23.05

Contei também com o amigo Josmar que pegou sua MTB 29 e colocou pneus slick’s, teve o dia que amanheceu chovendo e foi a manhã toda chovendo, já a tarde mandei uma mensagem pra ele e topou na hora, detalhe estava no shopping e largou tudo e foi voando pra casa pegar a bike.

2013-12-28 18.34.17

GrunWald – Joinville

Por , 11 de julho de 2010 21:26

O destino era a cachoeira do Piraí e uma parada na restaurante GrunWald para o almoço, mas infelizmente ficamos só com o GrunWald e abortamos a cachoeira e a Estrada Bonita – Estrada esta que eu já pedalei.
Estava marcado de eu encontrar o pessoal as 7 da manhã no posto, mas acabei durmindo mais e não escutei o despertador, acordei com o Mildo ligando em casa. Saímos já com meia hora de atraso, eu, Rafael, Mildo, Lyra e Pedro – seguimos até a primeira parada no SAU do pedágio da 376, onde o Pedro levou seu pequeno lanche.

Logo veio a parte mais estressante, a BR propriamente dita. Acostamento muito sujo, o que causou vários furos nos pneus, consegui furar os dois pneus ao mesmo tempo e cada pneu com 2 furos.
Como estou com minha regularidade de pedal muito baixa, depois da descida da serra comecei a sentir muito minhas pernas, e não foi só eu… vou ter que treinar mais.

Mas uma imagem veio a calhar, vou deixar que vocês tirem suas próprias conclusões 😀

Quem é o Bundica?

O almoço no GrunWald foi muito bom, recomento uma descida até lá e saborear. A missão de chegar a cachoeira foi cancelada assim como a Estrada Bonita, vai ficar para próxima. Rafael e Mildo subiram de carona com o Pedro e o Lyra de carro, eu segui para Joinville para a casa do meu sogro, foram mais 20 quilômetros de sobe e desce, fechei com mais de 900 metros de altimetria, chegar até lá não é só descer serra não.

Outros relatos:

Fotos:

Panorama Theme by Themocracy